segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Dom Hélder Câmara, sempre

No próximo dia 28 de outubro de 2009, quarta-feira, a UERJ – Universidade do Estado do RJ através do Proeper – Programa de Estudos e Pesquisa das Religiões e do CCS – Centro de Ciências Sociais, vai promover uma série de palestras e debates sobre a vida e a obra deste grande brasileiro que, vivo fosse, estaria completando 100 anos.

O trecho abaixo é de Dom Hélder Câmara nos folhetos do evento:

“O amor é o perfume da alma. Se eu der comida a um pobre, me chamam de santo, mas se eu perguntar por que ele é pobre, me chamam de comunista. Quero me dedicar até o último suspiro à justiça e à libertação dos oprimidos. O verdadeiro cristianismo rejeita a idéia de que uns nascem pobres e outros ricos, e que os pobres devem atribuir a sua pobreza à vontade de Deus. É graça divina começar bem. Graça maior persistir na caminhada certa. Mas graça das graças é não desistir nunca”.

Um comentário:

ROGEL SAMUEL disse...

li este texto no ENTRE-TEXTOS, muito bom, e criativo, pois pequena como devem ser todas as postagem para a Internet... Sou seu leitor e sou fanático por Dom Helder, um ser extraordinário...