domingo, 25 de dezembro de 2016



Feliz Dia do Deus Mirsa = 25 de dezembro


Mirsa, o Senhor Celestial da Luz e do Fogo, na tradição popular do Cáucaso.

É possível que o nome venha do antigo persa (iraniano) Mithra.

As pessoas voltam-se para Mirsa em busca de proteção contra doenças dos olhos.

Mithras é o nome greco-latino do iraniano Mithra, comemoramos hoje o seu nascimento.

É o Deus da Lealdade, da Verdade e da luta contra o mal

Mitra = Deus Védico da Amizade, na antiga Índia.

Mithra = em iraniano Sol Invencível.

Que as muitas e poderosas luzes do Deus Mithra, o “Sol Invencível” nos abençoe neste final de ano e nos dias do ano seguinte.

Mithra é o Messias, "tira o pecado dos homens, voltará como juiz da humanidade".

Fonte: "Glossário Teosófico", editora Ground, 1995.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Dia de Santa Luzia

Resultado de imagem para Santa Luzia, imagens 
Ensina-nos a olhar a Vida com bons olhos. Gratidão !
 

sábado, 10 de dezembro de 2016

A Pança dos Formosos



A Pança dos Famosos


1 – O Buda Gordo e Sorridente (significa que todos tem o Estado de Buda, o Estado de Deus em si, independente da forma física, o nome dele era Hotei, um monge-professor que viveu na antiga China).

2 – Sancho Pança, fiel escudeiro de “Dom Quixote de La Mancha”, livro clássico da Literatura Mundial.

3 – Sargento Garcia, seriado da TV, “O Zorro”.

4 – Prof. Antonio Rocha afirma; “De acordo com o Zen-Budismo: tudo é boa forma, todo corpo é escultural, ou seja, merece uma escultura, pois somos todos filhos de Deus, obras de arte da Criação, Natureza Búdica, todos somos formosos”.

5 – A Vênus Pré-Histórica.

6 – Complete ...



terça-feira, 29 de novembro de 2016

#ForçaChape

Resultado de imagem para Chapecoense, futebol, imagensMinhas orações ao Criador, por favor console e conforte os falecidos, familiares, torcedores, amigos, tripulantes, pessoal da imprensa. 

Chapecoense faz parte da minha coleção de times verde e branco. Reverências !
 

domingo, 27 de novembro de 2016

A Utopia do Comunismo Espiritual



Antonio Carlos Rocha

Quem sabe em milênios vindouros. Se não houver vida física no planeta Terra, talvez vida invisível como já é em Marte, dizem os espiritualistas.

Não tem nada a ver com ditaduras e muito menos com as chamadas “esquerdas brasileiras”. Está no plano das Utopias e como tal insere-se no âmbito das Filosofias, Religiões Saudáveis, Artes, Literaturas (entendendo-se por tal, ficções).

O jornalista Carlos Newton foi muito feliz em seu artigo de domingo, 27/11/16, na Tribuna da Internet, ao afirmar que, desde Krishna, todos os grandes mestres da Humanidade praticaram em seus ensinamentos este Comunismo Religioso, que eu chamei de CN – Comunismo Neohumanista, Comunismo Neorreligioso, Comunismo Neopacifista, homenageando a sigla do nome do editor do referido blog.

Na verdade, de novo não tem nada, é antiqüíssimo e se perde na noite dos tempos.

No livro “O Caminho da Perfeição”, do filósofo indiano Prabhupada (1896-1977) editora Iskon, divulgador da Consciência de Krishna no Ocidente, ele afirma que na antiga Academia de Ciências da URSS, os cientistas estavam estudando o Pensamento de Krishna, pois identificaram semelhanças entre a proposta Comunista Primitiva e os ensinamentos védicos de 5 mil anos antes de Cristo, na Índia. Ele diz mesmo que é uma forma de “comunismo espiritual”.

Muitos autores espiritualistas já falaram em “comunismo espiritual” e o texto que melhor apresenta Krishna é o livro Bhagavad Gita.

Em português temos várias traduções da “Bhagavad Gita = A Canção do Senhor”, uma que eu destaco hoje é da editora Shakti, de São Paulo, 1994, com uma bela introdução do escritor inglês Aldous Husley (1894-1963).

À página 135, a encarnação divina Krishna é chamado de “meu camarada”. E esta obra, depois da Bíblia é a mais traduzida do mundo, informa do editor.

“Notável Literatura”, a Bhagavad Gita faz parte da Filosofia Perene, diz-nos Aldous:

“Mais de vinte e cinco séculos passaram-se desde que a chamada Filosofia Perene foi posta no papel; e, no curso destes séculos, encontrou expressão repetidamente, ora parcial, ora completa, ora nesta forma, ora naquela. Na Vedanta e na profecia Hebraica, no Tao Te King e nos diálogos Platônicos, nos Evangelhos segundo São João e na teologia do Budismo Mahayana, em Plotinus e no Aeropagita, entre os Sufis Persas e os místicos Cristãos da Idade Média e da Renascença – a Filosofia Perene falou quase todas as línguas da Ásia e da Europa e fez uso da terminologia e tradições de cada uma das religiões mais elevadas”.

Huxley é autor do livro “A Filosofia Perene”, 448 páginas, editora Globo. O prefácio é do professor da USP, Janine Ribeiro, que foi Ministro da Educação de Dilma, diz ele:
“A Filosofia Perene é um cerne comum a várias religiões e sociedades que nos permite superar os males deste mundo”.

O termo “Filosofia Perene” foi usado pelo filósofo alemão Gottfried Leibniz (1646-1716), mas na multimilenar Índia já era conhecido como Sanatana Dharma = Verdade Eterna.

domingo, 20 de novembro de 2016

Antoninos e Antonianos

Gratidão imensa ! Existe na Língua Portuguesa uma Literatura Oral Popular impressionante dedicada a ele. Vez por outra aparecem nos sebos, livros antigos falando dessas quadras populares. Versinhos que a devoção da população criou, recriou, adaptou e funciona como Fé.

E um desses livros chama-se "Santo Antonio para todos os fins: Vida, Milagres, Orações e Simpatias", editora Pallas, RJ, 148 páginas.

Hoje, 20/11, dedicado a "Zumbi = Dia da Consciência Negra", vamos reverenciar Santo Antonio de Categeró, que nasceu em Cartago, África.

sábado, 12 de novembro de 2016

Oi Bandeira Nacional !



Oi Bandeira Nacional !

Antonio Carlos Rocha

- Oi amigo, tudo bem?

- “Tudo caminhando como Deus quer e consente”, diria um antigo conhecido, já falecido. O Senhor o tenha !

- Pois é rapaz, às vezes, a gente pensa que está tudo fora do esquadro, mas na verdade, está tudo encaminhando-se para melhor, ainda que o engarrafamento esteja muito complicado. Mas como foi que você descobriu que eu sou um Ser conversável...

- Bandeira Nacional, é o seguinte: nos ensinamentos budistas aprendi que nós podemos conversar com tudo e com todos.

- Ainda que digam que eu sou “uma Ser inanimada”.

- E se eu te chamar de Pavilhão Nacional, será no masculino: “um Ser inanimado”, ainda que, animadíssimo e animadíssima !

- O pessoal ainda não entendeu que eu sou um Ser plural, coletivo, que represento todos os milhões de brasileiros e brasileiras que nasceram aqui ou que moram por aqui de coração, e os demais espalhados pelos mundos...

- Isso mesmo, nos mundos presentes, passados e futuros como diz o Buda.

- Exatamente, os milhões que já morreram desde 1500, os bilhões de seres sencientes que já viveram bem antes de 1500, desde que o Planeta Terra surgiu, eis eu... abrigando a todos e todas como um grande Pai e uma grande Mãe.

- E ainda tem os muitos milhares, bilhares, trilhares que nascerão em futuros inconcebíveis à mente humana.

- Mas aí, tendo em vista a Lei da Impermanência eu não sei se, geograficamente, territorialmente, ainda seremos e teremos o mesmo mapa.
- Tem razão Bandeira Nacional, você é sábia.

- Também aprendo com vocês, e muito, essa é a beleza da vida, aprendermos sempre !

- Lembrei quando eu era criança que, no antigo primário onde eu estudava na Escola Presidente Roosevelt, lá no meu querido Realengo, RJ, matinalmente, cantávamos o Hino Nacional e te hasteávamos, cada dia era um aluno, um dia lá fui eu, todo trêmulo de emoção e timidez, comecei a hastear, mas como não prendi direito o cordão, veio uma professora ou diretora fazer certo. E olha, nós gostávamos daquele momento, tinham os alunos mais velhos, cuja fanfarra, marcava o ritmo e a solenidade diárias.

- Nesse tempo, ainda era Distrito Federal, 1959, portanto muitos antes da tal ditadura civil-militar.

- É bom você ter falado isso, porque uma vez contei no meu trabalho e disseram, era coisa da ditadura. Não era, o então presidente era o Juscelino Kubistchek, a meu ver, o melhor presidente que já tivemos.

- Tem razão, fazer uma cidade como Brasília, em cinco anos, prova que é competente.

- É verdade, e note que, naquele tempo, não existia reeleição, aliás, eu sou contra a reeleição. Se a pessoa não deu o seu recado em 4 anos, pode tirar o cavalinho da chuva.

- Como o Mandela, na África do Sul, tinha direito à reeleição, mas preferiu ficar só nós quatro anos.

- Quem sabe, um dia, o pessoal daqui fica mais humilde, mais brasileiro, mais solidário e promulgam a volta dos 4 ou 5 anos...

- Bandeira Nacional foi uma grande satisfação conversar com você, até a próxima Amada !

- Até a próxima Amado !


sábado, 5 de novembro de 2016

Os 10 Mandamentos do Budismo *




1 – Não matem. Respeitem todo ser vivente.

2 – Não roubem, não furtem. Deixem que cada qual desfrute do resultado de seu trabalho.

3 – Evitem toda impureza e sejam castos, em tudo.

4 – Não mintam. Digam discretamente a verdade, com suavidade e prudência, de maneira e não ofender.

5 – Não murmurem nem sejam eco da maledicência.

6 – Não jurem nem blasfemem. Falem com decência e dignidade.

7 – Não percam tempo em conversações ociosas. Falem coisas proveitosas ou estejam calados.

8 – Não tenham inveja nem cobiça. Alegrem-se com a felicidade alheia.

9 – Purifiquem o próprio coração de toda malícia. Não tenham ira nem rancor, nem ódio mesmo contra os que os caluniem e os queiram mal. Sejam todo bondade e benevolência para com os seres vivos.

10 – Libertem a mente da escravidão da ignorância, e aprendam a verdade para que não caiam no ceticismo do erro.


(*) Existem em português várias edições, esta é com tradução de Cinira Riedel de Figueiredo, 2009, editora Pensamento.

- páginas 106 e 107.

- Livro: "O Evangelho de Buda".
















segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Kardec e o Buda Primordial




Antonio Carlos Rocha

No livro “Obras Póstumas”, de Alan Kardec, página 29, editora Ide, 2004, lemos:

“A prova da existência de Deus está no axioma: Não há efeito sem causa. Vemos incessantemente uma multidão inumerável de efeitos, cuja causa não está na Humanidade, uma vez que a Humanidade está impossibilitada de reproduzi-los, e mesmo explica-los; a causa está, pois, acima da Humanidade. É essa causa que se chama Deus, Jeová, Alá, Brama, Fo-Hi, Grande Espírito etc, segundo as línguas, os tempos e os lugares”.

Fo-Hi era a forma como os antigos chineses chamavam o Buda Primordial, que nós também podemos chamar de Criador, El Shaddai em hebraico, que sempre existiu e vai existir sempre.

Amida em japonês, Amithaba em sânscrito, Amitayus em tibetano, Amito em chinês arcaico. Não confundir com Sidarta Gautama, o Buda histórico que nasceu no Nepal, século VI antes de Cristo, ou antes da Era Comum; digamos que Sidarta, também conhecido como Shakyamuni, incorporou/assumiu/vivenciou, de forma mediúnica, o Espírito Criador Fo ou Fo-Hi.

Tanto assim o é que há um mantra, uma prece, uma oração em chinês que é constituída em duas palavras “Amito Fo” = algo como “Louvado seja Deus”, ou “Eu me refugio no Buda Amito (Primordial)”. Também serve de cumprimento tipo bom dia, boa tarde, muito obrigado etc.

Vejamos agora uma antiqüíssima Oração que os budistas chineses fazem até hoje:

“Para pedir que o país seja forte, que todo povo tenha paz, que nossa comunidade não tenha violência, precisamos recitar Amito Fo.

“Para pedir que cada membro de nossas famílias tenha paz e que todos os obstáculos sejam eliminados, precisamos recitar Amito Fo.

“Para pedir que nossos pais tenham boa saúde, precisamos recitar Amito Fo.

“Para pedir que nossos filhos tenham progresso nos estudos, precisamos recitar Amito Fo.

“Para pedir sucesso na carreira profissional sem obstáculos, precisamos recitar Amito Fo.

“Para pedir por aqueles que, mesmo consultando médicos e tomando remédios, não conseguem curar-se, precisamos recitar Amito Fo.

“Para pedir que as pessoas possam eliminar profundos e pesados obstáculos cármicos, precisamos recitar Amito Fo.

“Para pedir que as pessoas, cultivando o Budismo tenham êxito sem obstáculos, precisamos recitar Amito Fo.

“Para pedir que todos se libertem dos seis estágios da existência e do ciclo de reencarnações, nascimentos e mortes, precisamos recitar Amito Fo.

“Para pedir que as pessoas possam se libertar do sofrimento, obter a alegria e atingir a iluminação, precisamos recitar Amito Fo.

“Quem divulgar esta Oração obterá méritos e virtudes ilimitados”.


terça-feira, 11 de outubro de 2016

Nossa Senhora da Bicicletinha

Resultado de imagem para madonna di ghisalloEm 13 de outubro de 1945 o Papa Pio XII  consagrou-a  Padroeira dos Ciclistas. A Igreja fica na Itália.
"Dai-nos equilíbrio" !
 

domingo, 25 de setembro de 2016

Papa Franscisco com Monges Budistas no Japão

"Diálogo com Budistas para construir pontes".
Papa Francisco recebe das monjas um volume das Escrituras Budistas.Resultado de imagem para Sutra Lótus

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Leitura Meditante

Em sânscrito chama-se Adhi-Buddha, em japonês Buda MahaVairocana, em português Buda Primordial, Buda Eterno, Estado de Buda (Deus, Criador) presente em todos nós.

Namo El Cantare Om Buddha MahaVairocana ! = Louvado seja o nome El Cantare (linguagem espiritual dos Anjos Bodhisatvas), Senhor Buddha do Século XXI.

domingo, 4 de setembro de 2016

Bênção Búdica Virtual

Mentalize Resultado de imagem para buda gordo deitado, imagens um pedido, para vc ou pessoas distantes. Coloque-se de forma receptiva para receber a Bênção virtual. Com Fé, mediante o merecimento e maturação de cada um, e se for para o nosso Bem, a Bênção poderá ser atendida. 

- imagem: Japão

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Jesus Cristo, Professor das Multidões



“E percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando todas as enfermidades e males entre o povo” = Mateus, 4:23.

Quem ensina é professor, logo ... reverências ao Professor Jesus Cristo.

Seu aluno budista !

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Eu também Conduzi uma Tocha



 Por três vezes, em anos diferentes, eu também conduzi uma Tocha Mística: uns falam cerimônia das tochas, outros caminhada das tochas, Há quem diga meditação andando com as tochas, procissão das tochas etc.

Estávamos no Seiti – Terra Sagrada da PL = Instituição Religiosa Perfect Liberty, que fica em Arujá, SP, uma belíssima fazenda nas montanhas, silenciosa de uma forma sagrada. Beleza inigualável !

Todo mês de janeiro, nos fins de semana, realizam-se os “Lensei de Abertura da Sorte”. Lensei quer dizer “retiro de aprimoramento espiritual” e assim, no final da tarde de sábado os quase mil participantes concentram-se em frente ao Altar Externo, no mais absoluto silêncio, todos em preces e orações, mentalizando os seus projetos para o ano que se inicia, os seus pedidos de saúde, para si ou para outros...

A tocha principal é acesa e assim uma por uma vai sendo acesa, passando de uma pessoa para outra. Em seguida começa a caminhada-reza silenciosa. Acredito que caminhamos 1 kilômetro até o monumento chamado Himorogui, que é uma árvore considerada sagrada e veio do Japão.

Nas vezes que participei tinham em torno de novecentas e poucas pessoas. A cerimônia começa logo que vai escurecendo e termina umas 3 horas depois, quando todos que vieram, devagar, em oração e em duas longas filas indianas estão no alto da colina do Himorogui e são entoadas as preces sagradas.

As tochas são apagadas e então começamos a descer. Aqui e acolá já podem conversar baixinho, na volta. Mas a grande maioria mantém o silêncio experimentando verdadeiro êxtase espiritual.

Durante toda a cerimônia o Seiti fica completamente apagado e as luzes são apenas as tochas acesas.

A PL foi fundada no princípio do século XX, no Japão, por um monge zen budista e um xamã budista que vivia nas montanhas.

Estes Lenseis são ótimos, reúnem peelistas, amigos e simpatizantes de diversos pontos do Brasil e de outros países. No primeiro que participei, tive oportunidade de conhecer um casal que morava em uma cidade do Amazonas. Viajavam três dias de barco até Manaus e só então pegavam o avião para SP.

Quase mil pessoas, alojamentos masculinos de um lado, mulheres de outro. Nada de misturar as estações, nos Lenseis de Abertura da Sorte todos praticam e recebem as bênçãos da Perfeita Liberdade.

Ao longo dos ano existem outros Lenseis específicos que também reúnem muita gente.

Também é lá, na Terra Sagrada, onde funciona o Seminário da América do Sul, onde se formam os mestres, assistentes de mestres, missionários e missionárias que se espalham pelo mundo.

Em tempo: estes clérigos podem casar, constituir família e trabalharem normalmente em suas profissões.





sábado, 30 de julho de 2016

Ao banharmos a Imagem, fazemos 3 pedidos

Secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, participando da Cerimônia do Banho de Buda, em prol da Paz Mundial. (foto 2014).

domingo, 26 de junho de 2016

Lendo e Escrevendo



Conversas do Mano

Se vc quer boas leituras, bons textos, crônicas maravilhosas, acesse o link abaixo:


Bom gosto e alto nível. Se possível divulgue. Agradecemos !

domingo, 12 de junho de 2016

Pura Verdade



Estrofe Futuro Caixão

Antonio Carlos Rocha

Que em torno do meu
Belo ataúde
Os lindos anjinhos
Toquem alaúde.


sábado, 11 de junho de 2016

Hermenêutica Espírita



Hermenêutica Xavieriana

Antonio Carlos Rocha*

Hermenêutica é a Ciência das Interpretações e assim vamos nos debruçar sobre importante obra de Francisco Cândido Xavier, considero-o um grande escritor brasileiro. O texto foi feito com a colaboração de diversos espíritos que, aos poucos iremos relatar.

O volume em questão chama-se “Abençoa Sempre”, vem com o timbre GEEM – Grupo Espírita Emmanuel, de São Bernardo do Campo, SP. São 110 páginas de grande importância para o que chamamos de HX – Hermenêutica Xavieriana, onde estudamos as obras de Chico como momentos sublimes da Literatura Brasileira, num estilo que podemos classificar como “parágrafos sálmicos”, textos de sabedoria que nos levam a refletir sobre o cotidiano e sua aplicabilidade para nos tornarmos mais felizes. Literatura Brasileira de temática Espírita.

O primeiro capítulo que serve de prefácio é o texto que nomeia o livro; Abençoa Sempre. Dividido em 10 itens, onde podemos ler um belo Decálogo Abençoa Sempre ou Mandamentos Abençoa Sempre.

1 – “Entre os sofrimentos e atritos da Terra, sejamos nós a bênção que alivia e consola”.

A frase Emmanuelina é uma Oração, no sentido gramatical, mas é também uma Prece no sentido espiritual. Um treinamento onde devemos nos aperfeiçoar diuturnamente.

Puxando para os estudos asiáticos, também conhecidos no Brasil, como Orientalistas, podemos dizer que o primeiro recado do livro soa como um mantra. Para ser repetido, aprendido, apreendido, vivenciado.

Lembrando que, quanto mais repetirmos, mais gravaremos em nosso coração e cérebro.




domingo, 5 de junho de 2016

Próximos da Pirâmides



Estrofe Nicandro*

Antonio Carlos Rocha

Bela fé em vida
Sim, Nicandro São
Amigo sublime
Um grande coração.

(*) São Nicandro, século III, foi mártir no Egito, 5 de junho é o seu dia, juntamente com os supliciados Marciano e Apolônio. Presos foram condenados a morrer de sede e fome.

- Reverências aos três, mais adiante faremos estrofes em homenagem a Marciano e Apolônio.




sábado, 4 de junho de 2016

Boas Vibrações para todos nós





Estrofe N.S. Divino Amor*

Antonio Carlos Rocha

Nossa Senhora do
Divino Amor
Hoje é seu Dia
Haja muito fervor !

(*) 4 de junho, comemoramos e reverenciamos este Espírito de muita Luz, Maria !


sexta-feira, 3 de junho de 2016

Importante Ser Espiritual, comemore na data que você mais gostar







Estrofe Santa Clotilde*

Antonio Carlos Rocha

Santa Clotilde Fé
Bisavó de santos
Protege-nos teus
Puros alvos mantos.

(*) Comemora-se 3 de junho (475-544).



quinta-feira, 2 de junho de 2016

Calendário Esotérico

Blandina = a Encantadora
























O Poder de rezar com o Coração



Estrofe Santa Blandina*

Antonio Carlos Rocha*

Jovem Blandina
Fé encantadora
Cuida empregadas
E trabalhadoras.

(*) Fazia oração poderosa (162-177). Viveu pouco, rezou muito. Escrava em Lyon, França. Padroeira das funcionárias, faxineiras, diaristas, pessoas humildes etc.




quarta-feira, 1 de junho de 2016

Calendário Espiritual



Estrofe São Justino

Antonio Carlos Rocha*

Hoje na França tem
Dia São Justino
Fé Prosperidades
Milagres a pino.


terça-feira, 31 de maio de 2016

Poética da Fé



Estrofe Santo Antonio

Antonio Carlos Rocha*

Santo Antonio
Lido terça-feira
Me ajuda sempre
No que eu queira.




segunda-feira, 2 de maio de 2016

Criativamente, escreva o seu Salmo 23



Salmo 23 – Versão do Marujo

“O Senhor é meu Piloto; não ficarei à deriva. Ele me ilumina pelas águas escuras, me guia pelos canais profundos, mantém o diário de bordo. Orienta-me pela estrela sagrada. Embora eu navegue pelas trovoadas e tempestades da vida, não temerei o perigo, pois o Senhor está comigo. Seu amor e seus cuidados me resguardam. Reservou-me um porto seguro na terra da eternidade. Unge com óleo as ondas para que meu navio singre em paz. A luz do sol e a luz das estrelas me acolhem na viagem que empreendo e descansarei para sempre no porto de meu Deus”.

- J. Rogers, comandante da Marinha Mercante dos Estados Unidos, escrita durante a Segunda Guerra Mundial. Publicada no Boletim dos Capelães da Marinha, Washington, D.C.

- Pág. 11, Conversando com Deus, Joseph Murphy* (1898-1996).

(*) Professor Doutor Pesquisador Andhra University, India.

- Mais de 1 milhão de exemplares publicados em diversas línguas.







sábado, 16 de abril de 2016

Novas Abordagens Literárias



Poéticas Interecumênicas, Interreligiosas.

Antonio Carlos Rocha*


Este belo hino, nós cantávamos, lá no meu querido Gama, DF, em 1966, no Centro Espírita Emmanuel que ficava no Setor Oeste, também conhecido como Gaminha.

Só adulto, fui entender que é um cântico clássico da Hinódia Cristã Brasileira e por ser muito bonito é cantado até por espíritas, espiritualistas e outras religiões/filosofias.

Foi publicado em 1891 no Cantor Cristão, da Igreja Batista do Brasil.

Com isto estou querendo dizer que podemos e devemos estudar tais Hinos como Arte, como Literatura e aqui as possíveis interfaces são muitas:

Mocidade

Mocidade, deixa o mundo,
Com seu mal e seu pesar,
E procura o amor fecundo
Que Jesus quer te ofertar;
No aconchego dos seus braços,
Tu terás consolo e amor;
Mocidade, nos teus passos,
Segue os passos do Senhor!

Mocidade, a vida é bela
Quando em bênçãos se traduz,
Quando na alma um céu estrela
As promessas de Jesus;
Vê que o mundo se debate
Entre as ondas da paixão;
Mocidade, nesse embate,
Anuncia a salvação.

Mocidade, ergue a bandeira
Contra o mundo e seus ardis;
Mocidade brasileira,
Com Jesus serás feliz! ( bis )


(**) AUM = Arte Universalista Musicada; AUM = em sânscrito significa Amém; AUM = OM = Oro Maitreya (o Buddha Futuro).


sexta-feira, 15 de abril de 2016

Golpismos para todos os gostos



Notícias de Golpelândia

Antonio Carlos Rocha*

Outros (historiadores, historiógrafos) já falaram com muito mais autoridade, na área, do que eu: a História do Brasil é uma sucessão de golpes.

Por exemplo, o primeiro golpe aconteceu com Pedro Álvares Cabral. Ele e seus navios estavam no oceano, em plena calmaria; de repente, um Golpe de vento empurrou a frota para as costas das brasileiras ..

Começou aí o culto às nádegas das brasileiras. E os Golpes continuaram ... trocavam espelhinhos pela mulher do próximo, por bebidas alcoólicas, chocalhos, bugingangas etc.

(*) Esta minicrônica faz parte do minilivro online: “Golpelândia: Golpistas & Golpeados”.

domingo, 10 de abril de 2016

Literatura Sem Terra



Estudando Vinoba Bhave


1) Permitam-me citar Vinoba Bhave (1895-1982), depois de Gandhi, um dos heróis mais populares da Índia. Ontem escrevi em outro artigo que Vinoba foi o fundador do Movimento dos Sem Terra na Índia e adotou como norma de prática a não-violência de seu professor Gandhi. Aos poucos irei divulgando o pensamento de Vinoba.

2) "Em toda a História, até os dias de hoje, os governos tem praticado as mais diversas formas de violência para se manter no Poder. Mas nenhum governo, se manteve por muito tempo ... belo dia cai".

3) Fonte: "Vinoba - o la nueva peregriación", de Lanza del Vasto, editorial Sur, Buenos Aires, 1955.

4) Palavras de Vinoba: “A batalha da não-violência não tem lugar nos campos de batalha, mas sim no coração. Uma vida não-violenta implica em sacrifício perpétuo, e não só em sacrifício, mas também na alegria do sacrifício”.

5) É uma outra forma de vida, de postura, lembrando que a palavra “sacrificar” significa “ficar sacro = ficar sagrado”. Logo, é algo profundo, divino.

6) Fluente em francês e inglês, uma vez um repórter perguntou o que ele mais amava e Vinoba disse: “Depois de Deus, nada amo tanto quanto as matemáticas”.

7) Poliglota por natureza, falava várias línguas de sua terra natal, Índia; esclarecemos que seu país tem vários idiomas: sânscrito, hindi, gujurati (a língua de Gandhi), maharti, penjabi, bengali, oriya, tamil, telugu, karanês, malayam.

8) Hinduísta praticante. Estudou o árabe para ler o Corão no original e ter um bom diálogo e amizade com os muçulmanos.



sexta-feira, 8 de abril de 2016

Revista On Line Ótima

www.brasil247.com.br

Hoje saiu um novo número, justamente no Dia 08/04/2016, quando comemoramos o Aniversário do Buda Menino. No Extremo Oriente: Japão, China, Coréia e SP (bairro da Liberdade) armam-se altares em praças públicas, formam-se filas e os participantes, um a um, sobem num palanque repleto de flores e realizam a Cerimônia de Banho com Chá Adocicado, pois no Hemisfério é Primavera e o Buda nasceu em um Bosque. Dizem as Escrituras que enquanto Ele nascia, uma chuva de néctar caia dos céus. Mentalmente se faz três pedidos.

Nesta importante data, nosso blog faz os seguintes pedidos:

1) Paz Mundial e Paz Social no Brasil.

2) Saúde Holística (física, mental, espiritual, financeira, afetiva, social, cósmica).

3) Expansão do Darma "para o Benefício de muitos", conforme palavras do próprio Buda.

Agradecemos aos editores da citada revista por transcrevermos aqui a bonita capa.

Namo Buddha !
(Eu me refugio em Buddha = tradicional cumprimento/saudação no Himalaia e Nepal (terra natal de Sidarta Gautama, o Buddha), onde amigos estiveram lá e nos contaram.

Revista Oásis - Edição #266

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Versos Cosméticos



Estrofes Espelho

Antonio Carlos Rocha*

Não é só física
A beleza
Ser ética
Também é lindeza.

Ser bela não é
Só no exterior
Palavra sincera
Vem do interior.

Ser bonita não são
Méritos seus
Ser linda
Vem de Deus.

Sabes que foi Ele
Quem te fez assim ?
Então agradeça:
Obrigada Pai, sim !

Frente ao espelho
Faça a oração:
“Grata ó meu Senhor
É teu meu coração”.

Ame o Criador
Em primeiro lugar
Ele é só amor
Feliz será teu lar.